Adolescência 2

Entre um Barros e um Cruz surgiu teu nome,
há quatro décadas impronunciado.
Qual foi a tua vida
no quadrilátero marido, filha, genro, neta?

Agora a cruz encima
o anúncio da tua morte nesta terra.

Nunca mais te verei, senão em sonhos.
Faz-me devanear tua memória,
Mas falta-me a bondade do teu rosto.

9.85

gdpr-image
Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site está a consentir na sua utilização.
Caso pretenda saber mais, consulte a nossa política de privacidade